[RESENHA] Tudo e Todas as Coisas - Nicola Yoon

FICHA TÉCNICA
Nome: Everything, Everything (Tudo e Todas as Coisas)
Autor(a): Nicola Yoon
Editora: Novo Conceito
País: EUA
Lançamento: 5 de abril de 2016
Gênero: Drama, Romance
Páginas: 304





SINOPSE: "Minha doença é tão rara quanto famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa. Nunca saí em toda minha vida. As únicas pessoas que já vi foram minha mãe e minha enfermeira, Carla. Eu estava acostumada com minha vida até o dia que ele chegou. Olho pela minha janela para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e está vestindo preto da cabeça aos pés. Seus olhos são de um azul como o oceano. Ele me pega olhando-o e me encara. Olho de volta. Descubro que seu nome é Olly. Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. Por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E é quase certo que será um desastre." (Skoob)


Só por ler essa sinopse você já pode imaginar que o livro é um tanto quanto peculiar e instigante, pois quem nunca saiu de casa? Exatamente, Madeline Whittier. Como é viver e lidar com essa doença? Somente ela sabe lhe contar e é exatamente disso que o livro se trata. Desde pequena Madeline conviveu com essa doença na qual mudou sua vida, ela nunca saiu de sua casa, nunca comeu em um restaurante e nunca foi a uma escola como uma adolescente normal de 18 anos. Pois a sua doença poderia desencadear uma série de problemas caso ela comesse algo diferente ou respirasse um ar que não fosse corretamente filtrado. A sua forma de ver o mundo é completamente diferente da nossa, ela convive somente com sua mãe e Carla, sua enfermeira e grande amiga, com quem passa a maior parte do tempo, pois sua mãe é muito ocupada com o trabalho de médica. Sua vida é particularmente desanimadora, até conhecer Olly. Um simples garoto de olhos azuis oceano que a encantou assim que o viu chegando de mudanças. E é aí que começa a história. Maddie, como Olly gosta de chamá-la, começa a querer saber mais e mais sobre Olly, ela não se satisfaz somente com mensagens e pequenos acenos pela janela. Ela quer mais, ela quer poder trocá-lo, senti-lo, e conhecê-lo. Depois que Maddie conheceu Olly, ela sentiu que algo dentro dela havia mudado de verdade, ela quis começar a viver e ela não se contentava somente em ficar em seu quarto lendo livros e continuar sua rotinha de exames diários e jogos com sua mãe que limitava ela de viver e conhecer o mundo. É ai que a história começa a dar uma revira volta. Começou com um simples toque e logo em seguida ela quis mais e mais até que ela resolveu arriscar sua vida, por amor e com isso, desencadeou uma série de coisas no livro, no qual eu não posso falar, mas garanto pra vocês, nunca li algo tão surpreendente na vida. Essa escritora sabe criar uma boa história. O jeito que a escritora retrata a realidade dela é totalmente único pois ela te prende de uma maneira que você não consegue pensar no que pode acontecer depois, e fica querendo mais e mais, quando você pensa que não pode ficar melhor, fica. 

Quando eu comecei a ler esse livro eu não pensei que o acabaria tão rápido. Essa leitura é tão contagiante e intensa que quando você der conta, já acabou o livro. Quando você começa a leitura você se sente única, junto com a personagem principal. Pois você começar a ver como pequenas coisas no seu dia a dia pode fazer uma grande diferença para outra pessoa, um gesto de carinho pode se tornar a melhor coisa que você poderia ter na vida, você começa a dar valor às grandes e pequenas coisas e e um grande valor relacionado a família e amigos e claro, estamos sempre em constante aprendizado quando o assunto é o amor. Digo amor em geral, não somente amor relacionamento a namoro. Mas amor ao próximo, amor ao ser como um todo. Pois isso que falta nos dias atuais e esse livro te leva pra um outro "eu" que você desconhece. Um livro pra você sentar e refletir sobre a vida, em como as pessoas podem mudar por conta de um amor ou um trauma encadeado do mesmo. Eu recomendo essa leitura para todas as pessoas pois não é só algo relacionado ao amor, mas também a vida. O quão grande o mundo é e que não devemos nos limitar somente no que temos e no que somos, que devemos buscar sempre mais aprendizado, mais sabedoria, buscar conhecimento, buscar o mundo, agarrar o mundo com as mãos, viver. Viver intensamente, se arriscar, se jogar, viver. Recomendo essa leitura para todas as pessoas que precisam de uma inspiração, que são amantes da vida, do amor. Uma incrível história!

Evellyn Ailyn 



Classificação:


Essa é a primeira resenha escrita por uma amiga muito querida, Evellyn Ailyn, então todo o crédito para essa resenha é dela. Obrigada, Eve. Pelo help e pela resenha fantástica.

Deixe sua opinião

 
© Copyright - Mariely Abreu - Design e Codificação - Todos os direitos reservados Voltar ao Topo!