[RESENHA] SSG #1 Sociedade Secreta: Rosa & Túmulo - Diana Peterfreund

FICHA TÉCNICA
Nome: Sociedade Secreta - Rosa e Túmulo
Autor(a): Diana Peterfreund
Editora: Galera Record
País: EUA
Lançamento: 2006 (EUA) / 14 de março de 2008 (Brasil)
Gênero: Romance, Aventura, Ficção
Páginas: 398
Adicione: Skoob

Compre: Amazon | Saraiva | Livraria Cultura (indisponível)


SINOPSE: "Amy Haskel é subeditora do jornal da faculdade e acredita que logo será convocada para a sociedade secreta Pena & Tinta. Mas tudo muda quando ela se torna uma das primeiras garotas convidadas a integrar a Rosa & Túmulo, a sociedade secreta mais poderosa - e infame - do país. Amy vê sua vida virar do avesso depois que se transforma em uma Coveira (como são chamados os integrantes da Rosa & Túmulo) - não consegue estudar, se afasta dos amigos e está prestes a perder seu quase-namorado. E é só o começo. Em nome da sociedade, Amy deverá assumir a liderança de uma grande conspiração que envolve dinheiro e poder, e que tem (grandes) chances de destruir sua vida." (Amazon)


 Rosa & Túmulo conta a história de Amy Haskel, uma estudante de Letras do terceiro ano da fictícia Universidade de Eli (inspirada em Yale), e de como sua vida muda drasticamente após ser convocada para ingressar na maior sociedade secreta dos Estados Unidos, a Rosa e Túmulo, o que por si só já gera uma grande surpresa, pois até então a sociedade apenas aceitava homens. Após aceitar, Amy descobre que faz parte do primeiro grupo de convocados que haviam garotas: ela, Demetria, Clarissa, Jennifer e Odile. As 5, junto com os outros convocados, formam a turma C177 da Ordem (como chamam dentro da sociedade). Mas como nem tudo são rosas, eles logo descobrem que a ingressão das mulheres na sociedade não era de comum acordo, e eles então precisam lutar (juntos ou não) para reclamar seu lugar dentro da sociedade.
 Os patriarcas (membros da sociedade que já se formaram), não veem motivo algum para que mulheres ingressem uma sociedade exclusivamente masculina, alegando que seus 200 anos de existência serão jogados no lixo se aceitarem a presença do "sexo mais frágil" entre eles. Dentre os argumentos, podemos ouvir "uma acusação de estupro pronta para acontecer" e também "vocês são livres para criar sua própria sociedade secreta", e não podemos esquecer a famosa "não temos preconceito, mas..." (clássica). O problema é que, de que adianta o mundo andar pra frente, se fazemos uma sociedade apenas masculina e outra apenas feminina, o quão separatista isso é? Babaca um pensamento desses, né? E o mais extraordinário disso, é que esse parte não é ficção. Existem homens babacas assim ao nosso redor. O tempo todo.
 Falando um pouco da personagem, Amy é uma mulher forte, decidida, porém muito, muuuuuuuuuito paranoica. Você vai dar boas risadas com essa mulher maravilhosa, mas confesso que em certos momentos você vai pensar em estrangular a mesma, e isso por causa de um ser incrível chamado: Brandon. Você também irá se encantar com o amigo-colorido de Amy, um homem incrivelmente romântico, prestativo, atencioso, e também dará boas risadas com sua melhor amiga Lydia, uma mulher inteligente, porém fissurada em sociedades secretas e sabe quase tudo sobre elas.

 Esse livro pode ser considerado atemporal, pois se trata de um assunto que, com o passar dos anos, é sempre e sempre discutido: o feminismo.
 Já é bem triste pensarmos que há menos de 50 anos as mulheres aqui no Brasil nem podiam votar. Mas é ainda mais triste existirem países com leis ainda piores que tratam mulheres como menos que ser humano, menos como animal, e mais como objeto. Diana usa essa série pra fazer uma crítica não tão velada a essa cultura machista, colocando em pauta o mundo universitário e o das sociedades secretas (que a propósito são muito famosas nas universidades de EUA).  Este é o primeiro de quatro títulos incríveis que conta a trajetória de Amy em seus últimos anos na faculdade, sua entrada na sociedade e sua luta diária para a permanência na mesma. É sobre feminismo, mas também é sobre respeito, amizade, sororidade.


Classificação:


You Might Also Like

12 comentários

  1. Confere, adorei.
    Fiquei super apaixonada por esse livro...
    BeijinhoBom
    Magianaspalavrasbypaula.blogspot.pt

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha impossível não ficar. Esse livro é poderoso!

      Beijos e obrigada pela visita! 💚

      Excluir
  2. Oi
    olha, muito interessante viu. è um jeito muito eficiente de retratar os problemas da sociedade, criar uma micro sociedade, quando se reduz o numero de pessoas os problemas ficam mais evidentes, mais destacados. excelente ideia, e um tem muito pertinente. Se for pra reclamar de alguma coisa, que capa feia mano!
    no mais, tudo incrível, parabéns pela resenha, muito boa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahahahha Siiiiim as capas são horrorosas. Acho que foi uma das razões pro livro não vingar aqui no BR, porque a história é maravilhosa!!

      E obrigada pelo elogio, é muito bom saber que estou indo pelo caminho certo, haha *-*

      Excluir
  3. Faz tempo que li este livro, foi até por conta de um book tour. Gostei e concordo contigo, o enredo é mesmo atemporal e deveria ser lido por mais pessoas.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o livro (a série toda) é muito bom pra se deixar esquecer pelo tempo. Vou panfletá-lo até o final dos meus dias haaha

      Excluir
  4. Oi Abby! Nunca tinha ouvido falar sobre esse livro e me interessei muito, parece super interessante. Bacana usar a ficção para criar um paralelo com a realidade. Vou procurá-lo pra ler :)
    beijão
    www.chanelfakeblog.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já vou avisando de antemão que o livro é difícil de achar (pelo menos o primeiro). É caríssimo porque no Brasil não fez sucesso, e os poucos volumes que restaram vendem bem caro (pq agr é só por encomenda né). Mas em sebo tem bastante, se quiser! E é uma série maravilhosa de se ler, garanto que não vai se arrepender ♥

      Excluir
  5. E lá vou eu atrás desse livro: amei a trama. Adoro esses assuntos de sociedade secreta, ainda mais quando envolve esses grupinhos de uns e outros. Gosto de observar a maneira como tentam se manter secretos e, sobretudo, alheios a realidade, criando regras próprias.
    Me lembrou um filme que assisti, mas agora não me lembro do nome. Lá vou eu sofrer até me lembrar do título. Enfim, quero ler... ai ai ai, preciso de mais tempo nos meus dias. como faz? rs

    bacio e grazie pela excelente dica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha imagina!! Garanto que não será em vão sua leitura!!

      Excluir
  6. Abby muito interessante essa resenha, e fala sobre um assunto que muitos ainda tratam com tanto desprezo. Se tratando da "fragilidade" da mulher e uma sociedade secreta somente para homens, é como vivemos atualmente, onde ainda vemos muitas diferenças e discriminação. Fiquei muito interessada nesse livro e sua resenha está ótima. Bjkas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Danielle, obrigada pela visita
      Tomara que você tenha a oportunidade de ler esse livro, é realmente uma leitura que vale muito a pena!

      Excluir